Sirenia – We Come to Ruins

We Come to Ruins

[Verse 1]
Feel the walls crumbling all around me
We come to ruins eventually
Years of deteriorating
The pain, excruciating
How did it all ever come to this

[Chorus]
I stare into a descending sun
I fall into oblivion
I falter into wastelands and beyond
I comprehend what my life has become

[Verse 2]
Indifferent faces circle around
As I am lowered into the ground
Years of deteriorating
The pain, excruciating
Pass me that burial mound

[Chorus]
I stare into a descending sun
I fall into oblivion
I falter into wastеlands and beyond
I comprehend what my lifе has become

[Bridge]
We are all waning
We are all fading away
Like a forget-me-not
On a midwinters day

[Chorus]
I stare into a descending sun
I fall into oblivion
I falter into wastelands and beyond
I comprehend what my life has become

[Chorus]
I stare into a descending sun
I fall into oblivion
I falter into wastelands and beyond
I comprehend what my life has become
Chegamos às Ruínas

[Verso 1]
Sinta as paredes desmoronando ao meu redor
Chegamos às ruínas eventualmente
Anos de deterioração
A dor excruciante
Como tudo chegou a este

[Refrão]
Eu olho para um sol poente
Eu caio no esquecimento
Eu vacilo em terrenos baldios e além
Eu compreendo o que minha vida se tornou

[Verso 2]
Rostos indiferentes circulam
Enquanto eu sou abaixado no chão
Anos de deterioração
A dor excruciante
Passe-me aquele cemitério

[Refrão]
Eu olho para um sol poente
Eu caio no esquecimento
Eu vacilo em terras devastadas e além
Eu compreendo o que minha vida se tornou

[Ponte]
Estamos todos minguando
Estamos todos desaparecendo
Como um miosótis
Em um dia de meio de inverno

[Refrão]
Eu olho para um sol poente
Eu caio no esquecimento
Eu vacilo em terrenos baldios e além
Eu compreendo o que minha vida se tornou

[Refrão]
Eu olho para um sol poente
Eu caio no esquecimento
Eu vacilo em terrenos baldios e além
Eu compreendo o que minha vida se tornou


Letras semelhantes