Deep Purple – Time for Bedlam

Time for Bedlam

Descending the cold steps of the institution
for the politically insane
Never to be seen again
Saying farewell to daylight
From henceforth I shall rot
in a stinking bed of wet straw

Right from the ashes of life
I learned to behave
What to believe, what not to say,
From cradle to grave
Ah..... like a good little slave

Sucking my milk from the venomous tit of the state
This clearly designed to suppress every thought of escape
Ah..... I surrender to fate

No pity, no pity
Don't want no pity for me in this filthy sell
I'll see you in hell
See you in hell

Frozen in time, I'm a specimen
pinned to my throne
With an army of butterflies pilloried placid
and prone
Ah..... we were never alone

No pity, no pity
Don't want no pity for me in this filthy sell
I'll see you in hell

After centuries of living with nothing but my convictions
Broken fingers clawing through the walls of my incarceration
Escaping the clutches of eternal damnation
I was justified
Hora do Bedlam

Descendo os passos frios da instituição
para os politicamente insanos
Para nunca mais ser visto
Dizer adeus à luz do dia
Doravante apodreço
em uma cama fedorenta de palha molhada

Desde as cinzas da vida
Eu aprendi a me comportar
Em que acreditar, o que não dizer,
Do berço ao túmulo
Ah ... como uma boa escrava

Chupando meu leite do peçonhento venenoso do estado
Isso claramente projetado para suprimir todo pensamento de fuga
Ah ... eu me rendo ao destino

Sem piedade, sem piedade
Não quero pena de mim nesta venda imunda
Te vejo no inferno
Vejo você no inferno

Congelado no tempo, eu sou um espécime
preso ao meu trono
Com um exército de borboletas de pelúcia plácida
e propenso
Ah ... nunca estávamos sozinhos

Sem piedade, sem piedade
Não quero pena de mim nesta venda imunda
Te vejo no inferno

Depois de séculos vivendo sem nada além de minhas convicções
Dedos quebrados arranhando as paredes do meu encarceramento
Escapando das garras da condenação eterna
Eu estava justificado


Letras semelhantes